Experiências Inovadoras de Formação

A formação baseada na troca de informações das vivências dos profissionais que estão realizando o mestrado profissional é o elo de desenvolvimento de um conjunto de habilidades para o crescimento com abordagem científica dos processos e estudos dos mestrandos. A integração obtida pelo convívio semanal dos alunos alinhados com o alcance de objetivos específicos de aprendizado dos conteúdos das disciplinas tem fortalecido o processo de formação baseado nas trocas. Com isso, os projetos para o desenvolvimento dos trabalhos de conclusão têm sido aprimorados ao longo do primeiro ano e em muitos deles com o envolvimento de mais de um dos mestrandos. Esta integração e aprimoramento já se refletiram nos projetos de conclusão apresentados pela 2a turma (2013) durante o exame de qualificação, quanto ao nível das apresentações e pela metodologia na sua adequação para a conclusão dentro dos 24 meses.

O incentivo à participação em congressos da especialidade com produtos relacionados ao trabalho de conclusão tem sido também uma diretriz voltada à reinserção dos profissionais em pelo menos uma sociedade científica e a sua participação com pôsteres e mesmo apresentação oral. Essa característica, forte nos programas de mestrado acadêmico, é ao nosso ver uma forma de reaproximação e de estímulo à formação permanente desses profissionais.